• August 29th, 2010

Pesquisadores do Instituto Baleia Franca fizeram neste sábado um sobrevoo de duas horas pelo Litoral catarinense e avistaram 57 baleias francas próximo à rebentação, entre Florianópolis e Laguna. A maioria dos mamíferos estava em grupos de machos e fêmeas — o que, de acordo com especialistas, é um sinal de que a temporada deste ano deve ser mais longa do que as anteriores.

Nas próximas semanas, as baleias francas devem aproveitar as águas tranquilas do Litoral de Santa Catarina para amamentar os filhotes. Todo ano, entre julho e novembro, elas visitam o Estado para se reproduzirem. No resto do ano, eles ficam nas águas geladas da Antártida, no Hemisfério Sul, onde se alimentam e juntam energia para as longas viagens que fazem para cuidar das crias.

Apesar do peso e tamanho — que chegam a 60 toneladas e até 17 metros de comprimento na fase adulta — a baleia franca salta do oceano colocando quase metade de seu corpo para fora do mar e espirrando grande quantidade de água. Por serem mamíferos e, consequentemente, dependerem de respiração pulmonar, as baleias sobem à superfície para se abastecerem de ar.

Com coloração quase toda negra, apenas com o dorso branco, elas são a segunda espécie de baleia mais ameaçada de extinção no planeta. O principal objetivo da caça é a camada de gordura, matéria-prima para produção de óleo.

Fonte: www.clicrbs.com.br/diariocatarinense

.